Este blog é uma fanfic coletiva inspirada no universo de Harry Potter, pertencente a J.K. Rowling, mostrando as aventuras paralelas de personagens originais, durante a sua permanência em Hogwarts.
Os eventos do Magic se passam durante a década de 70, mais precisamente no ano de 1975, quando os Marotos frequentavam o quarto ano em Hogwarts.

Correio-Coruja






Nome: Callista Graham
Apelido: Cal
Idade: 14 anos
Ano Escolar: 4º ano
Posição no Quadribol: Artilheira
Objeto Especial: Minha varinha, símbolo de que sou bruxa!
Desilusão: Ter claustrofobia e não conseguir ficar em lugares muitos fechados. Só seus amigos sabem sobre o fato que ela ficou soterrada quando criança e que toma uma poção da Madame Pomfrey todos os meses para poder conseguir assistir as aulas...
Aparência: Cabelos castanhos ondulados e olhos lilases. Seria considerada comum e normal se os olhos não chamassem tanta atenção.
Personalidade: Personalidade e opinião fortes, difícil de convencer (praticamente uma cabeça dura). Tem que provar que está errada, mas se o fizer será sempre muito respeitado por ela. Pouco estudiosa, mas sabe muito bem as matérias que gosta. Adora os amigos e em Hogwarts sente sua 2ª casa.
Animal de Estimação: Uma coruja negra chamada Hipólita.






Nome: Liv Joanne Spellman
Apelido: Não tenho
Idade: 14 anos
Ano Escolar: 4º ano
Posição no Quadribol: Artilheira
Objeto Especial: Um anel dado pela minha mãe - herança de minha avó. Vem passando pelas mulheres da família há séculos!
Desilusão: Não ter irmãos e não ter conhecido os avós.
Aparência: Baixinha, magra, cabelos negros, compridos, ligeiramente ondulados, olhos azuis. Muito bonita, chama atenção por onde passa. Talvez pela herança élfica de seus antepassados...
Personalidade: Estudiosa, cdf, porém arteira, moleca, brincalhona. Gosta de jogar quadribol e pregar peças nos amigos. É sincera e honesta, divertida, e defende seus ideais e seus amigos com unhas e dentes. Não mede esforços para alcançar seus objetivos. É determinada e corajosa, doce, meiga e companheira. Um tanto irritada e explosiva. É uma menina muito popular na escola.
Animal de Estimação: Uma gatinha branca persa, a Lúthien.






Nome: Andrey Storm
Apelido: Andy
Idade: 15 anos
Ano: 5º ano
Quadribol: Apanhador e capitão do time.
Objeto especial: Uma capa da invisibilidade.
Desilusão: Ter uma irmã na sonserina.
Aparência: Alto, cabelos castanhos claro, olhos cinzentos. Muito bonito. Pele branca.
Personalidade: Ele é um menino de boa índole, mas personalidade forte. Bom amigo, fiél, companheiro. Simpático, inteligente, sempre de bom humor. Dedicado aos estudos e a tudo o que se propõe fazer. Humilde e modesto.
Animal de estimação: Uma coruja-das-torres chamada Penélope.






Nome: Stephen Ludwig Parott
Apelido: Lud
Idade: 15 anos
Ano Escolar: 5º ano
Posição no Quadribol: Batedor
Objeto Especial: Um pequeno caderno preto, não é de valor, mas foi presente de sua mãe.
Desilusão: Não ser respeitado como deveria sendo herdeiro de uma das mais tradicionais familias sangue-puros.
Aparência: Alto, branquelo, com cabelos loiros e lisos na altura do olhos azuis.
Personalidade: Quieto, reservado e - de vez enquando - falso. Restrito a pequenos grupos de amigos e sempre está anotando coisas no pequeno caderno preto.
Animal de Estimação: Uma coruja branca das neves fêmea chamada Mandy.






Nome: Maximillian Fierman Lonen
Apelido: Max
Idade: 14 anos
Ano Escolar: 4º ano
Posição no Quadribol: Batedor
Objeto Especial: Minha varinha, sem ela, o que seria de mim?
Desilusão: Ah, não tantas... Mas confesso que meu orgulho ficou ferido quando não fui a casa dos inteligentes, porque sei que sou bastante... Mas a quem diga que meu orgulho é ainda maior.
Aparência: 1,76 de altura, 77 kg, olhos azuis, cabelos pretos e lisos e até um pouco acima do ombro.
Personalidade: Orgulhoso ao extremos, se ceder a algo ou alguém, é porque considera muito a pessoa, ou então está de MUITO bom-humor. Em geral é bem humorado e não possui o preconceito habitual por grifinórios, apenas por aqueles que não gosta (A maioria, huahuahua!)
Animal de Estimação: A minha coruja Freya, mas quando vou ao jardim, uma raposa se junta a mim. Já até dei nome a ela: Íris.






Nome: Juliet Dorthly
Apelido: Juli
Idade: 14 anos
Ano Escolar: 4º ano
Posição no Quadribol: não joga, torce de passagem para um "certo goleiro".
Objeto Especial: A pena, presente da mãe.
Desilusão: Saber que com aquele-que-não-deve-ser-nomeado livre, nunca terá certeza se o pai voltará para casa.
Aparência: Altura normal para uma garota, loira, olhos azuis, a pele tão clara que ruboriza quando ri.
Personalidade: É alegre e estudiosa, apesar disso parecer contradição. Está sempre com um livro por perto, mas larga-o de bom grado para ajudar um amigo.
Animal de Estimação: um gato chamado "Miau".






Nome: Kysen Amoy Horpais
Apelido: Sheik, faraó... os amigos brincam com a origem dele.
Idade: 15 anos
Ano Escolar: 5º ano
Posição no Quadribol: Goleiro. (Modéstia a parte, bom)
Objeto Especial: Uma urna funerária, de um dos membros mais antigos da família.
Desilusão: ser menosprezado por suas origens.
Aparência: É um rapaz bonito de pele morena, alto, cabelos negros e cacheados maior que a maioria dos rapazes e olhos escuros. Um físico que denuncia a descendência árabe.
Personalidade: Inteligente sem grande esforço é reservado como o pai em seus assuntos pessoais, mas brincalhão com os amigos e conhecidos. Paquerador, mas leal: não excede o número de 4 "protegidas" ao mesmo tempo. Não ver problemas de ter mais de uma namorada lhe rende algumas confusões.
Animal de Estimação: Um falcão chamado Nuha, presente de sua avô materna (significa prudente, de fala inteligente em homenagem a ela).






Nome:: Elizabeth Chevallier Lindenberg
Apelido: Lizzie
Idade: 15
Ano Escolar: Quinto
Posição no Quadribol: Artilheira
Objeto especial: Um anel que contém uma serpente com olhos de esmeralda, que fica guardado em sua gaveta, presente de seu avô, um ex-sonserino.
Desilusão: Ver que sua irmã é tão infantil e patricinha.
Aparência: Alta, olhos cinzas, cabelos loiros lisos levemente ondulados.Tem um corpo esbelto, é realmente linda e tem a aparência delicada, embora não a seja.
Personalidade: Elizabeth é uma garota extremamente teimosa e decidida. Sempre consegue o que quer. Diferente da irmã, Catherine, nunca se interessou por futilidades. Tem tendência e perder a paciência com lufa-lufanos e gosta de "praticar" maldições e azarações em primeiranistas desavisados. Quando está em casa sempre consegue irritar seu pai, que a deixa de castigo. Orgulhosa, gosta sempre de dar a última palavra. Adora quadribol. Tem habilidade em duelos e é excelente em preparo de poções. Ainda contra a criação que lhe fora imposta, a menina não se preocupa com questões de sangue. Claro que todo o convívio com a família lhe impôs um certo nojo por pessoas de sangue-ruim. Apesar de não ser um modelo de aluna sempre passou com méritos em todas as matérias. É sempre cabeça-dura, mas também é bem-humorada e divertida. E tem o seguinte lema: não me incomode que eu não te mando pra ala hospitalar.
Animal de estimação: Uma coruja acinzentada chamada Hades, que é extremamente inteligente e temperamental.






Nome: Anita Fieramosca
Apelido: Nita - bom, pelo menos é o único publicável...
Idade: 14 anos
Ano Escolar: 4º ano
Posição no Quadribol: Eu poderia ser uma grande batedora, se eu quisesse...
Objeto especial: Meu canivete mágico.
Desilusão: Não ter conseguido entrar como batedora no time....
Aparência: Estatura média, olhos verde-esmeraldas faiscantes, cabelos louros displicentemente jogados nas costas.Sou meio estabanada, mas sempre tento ser a mais elegante da sala. Tenho uma cicatriz no joelho esquerdo, de um tombo que tomei.
Personalidade: Não tenho papas na língua e falo exatamente o que estou pensando - exceto se é mais proveitoso que eu fique calada. Sou espevitada, e não fujo de brigas. Apesar de um tanto maliciosa, eu sei exatamente o que falar e para quem falar na hora de falar. Estudar não faz parte da minha vida - e nem por isso eu sou a última em todas as matérias Eu não sou exatamente comportada, e isso quer dizer que se eu não gosto de você, há uma enorme chance de você ser a próxima vítima de minhas *inocentes* brincadeirinhas. Sou devotada ao meu irmão mais velho, Ramón Fieramosca, e sei que ele é inocente, não importa o que uma banca babaca de aurores diga que ele tenha feito, pois eu sei que ele não seria capaz de assassinar ninguém! E não tolero que alguém diga qualquer coisa mal intencionada sobre ele!
Animal de estimação: Hat, o gato. - que pra nada serve.






















Harry Potter, nomes, personagens, lugares e demais fatos relacionados são propriedade de J.K. Rowling, Warner Bros, Bloomsbury, Scholastic, etc. Este site não possui fins lucrativos.




Layout by Liv Spellman - Exclusivo para o Magic Past. Proibida cópia e/ou reprodução.

Art utilizada no lay out by Tina Ling

This page is powered by Blogger. Isn't yours?




quarta-feira, julho 12, 2006


Grifinória x Sonserina - II

visão verde e prata

Os alunos da casa da serpente e da casa do leão estavam anciosos desde a semana passada, o motivo? O dia de hoje. O primeiro jogo da temporada de quadribol chegava com um clássico: Grifinória x Sonserina. Os corredores pareciam um clube de duelos aberto entre vermelhos e verdes. Os jogadores eram vítima de atentados contra o bem estar para ficarem mal para o jogo, porém ao término de tudo aquilo restavam apenas as discussões no salão principal naquele café da manhã, afinal ninguém iria querer levar uma detenção por azararem um companheiro de escola na frente dos professores.

Stephen, Max e Lizzie sairam confiantes do salão principal e caminhavam destino ao campo. Lizzie, a qual se mantinha ao meio dos garotos pois acabara de separar uma briga horrivél deles, avistou ao longe o professor de Poções. Slughorn estava com uma capa verde brilhante de latejolas prateadas, claramente torcendo pela casa em que era diretor, mas algo a fez rir muito e mostrar aos seus companheiros: a camisa do professor estava tão apertada que deixava dois dedos de sua pequena barriga a mostra e o botão do meio salientado para cima, prestes a estourar.

Ao chegarem no vestiário o pequeno e imponente capitão do time já os aguardavam. Ele discutia calmamente uma jogada com um dos artilheiros do time, a loira correu para escutar, afinal essa era a sua responsabilidade: fazer com que os leões comessem a goles. Max e Stephen se olharam emburrados e foram se trocar.

Em pouco tempo tudo estava pronto e os serpentes invadiram o campo montado em suas vassouras perfeitas. A multidão explodiu em vivas e vaias: O jogo estava prestes a começar.

Logo que começou, Stpehen vôou alto para avistar de longe rapidamente os balaços e ir a encontro deles para rebate-los. Max ficara mais abaixo, sua estrategia era diferente. Já Lizzie corria de um lado para o outro tentando interceptar a goles do time do leão. A falta de punho do capitão para com o time afetou nisso: cada um jogava conforme achava melhor. Não tinham uma estratégia de grupo, não jogavam como grupo.

- Fierman, não pega leve com ela só porque ela é sua namorada! - Stephen berrou lá de cima ao ver Max com um balaço perto ao mesmo tempo que a namorada passava, o lance seria certeiro.

Max estava abrindo a boca para xingar o louro, mas antes que o pudesse fazer qualquer coisa, um balaço veio rapidamente ao seu encontro. O sonserino pegou o bastão e com toda a sua força rebateu contra Sirius. Assim que o balaço atinge o grifinoriano, Liv ajuda Sirius a se manter na vassoura carregando-o. Max olha para a cena e com um grande pesar se arrepende do que tinha feito, ao mesmo tempo que mais uma goles passava pelos aros da sonserina, o dia não estava para eles.

Lizzie via o mal desempenho do time da sonserina e a má estrategia traçada pelo capitão, o qual estava com a goles agora mesmo. A menina irritou-se mais ao ver que o capitão perdia a goles pela terceira vez seguida. Ela guinou sua vassoura rapidamente contra a artilheira da grifinória e com um baque forte retirou a goles da mão da garota. Ela passou por vários jogadores, tanto vermelhos quanto verdes, mas não passou a goles. Chegou nos arcos e com toda a sua raiva aremessou a goles, a torcida verde e prata rompeu em vivas, Lizzie havia feito um ponto. Virou sua vassoura até onde estavam os artilheiros da sonseirna e berrou:

- É assim que se faz, viram?

Lizzie estava vermelha de raiva, todos no time verde estavam, diferente do tima da casa do leão, despreocupados davam um banho na sonserina, o que irritava mais ainda as serpentes.

Stephen rebateu um balaço contra Graham, porém a menina desviou. Ele xingou alto e Max, que estava perto, veio zombar do garoto.

- Aquilo vale para você também Parrot, não pegue leve com a sua namorada!

- Cala a boca Fierman! - Bravejou o louro.

- Oh, então não pode tocar no assunto de sua namorada? - Max virou sua vassoura rapidamente para desviar de um balaço que vinha ao seu encontro, porém não o rebateu mais, estava mais interessado em discutir com o louro do que jogar.

- Olha aqui Fierman, você.. - Mas Stephen não terminou a frase, o terceiro apito seguido avisando de mais um ponto da Grifinória fez com que os garotos acordassem e cada um fosse para um lado.

Lizzie passou voando para todos os lados tentando pegar a maldita goles que era passada rapidamente pelas mãos das artilheiras. Max conseguiu acertar um balaço no terceiro artilheiro da grifinória, o que o fez se sentir melhor, mas não o fez escapar dos comentários sobre Liv.

Não demorou muito e Potter pegou o pomo-de-ouro, dando vitória ao time da casa dos leões e fazendo todos do time verde e prata ficarem com raiva. Para piorar a situação, eles ainda viram Sirius dançar em sua vassoura mostrando que eram perdedores.

A artilheira da sonserina pensou em ir fazê-lo parar, mas não foi mais rápido que Max. Em pouco segundos Sirius estava caido com uma pequena morena que tentara ajudá-lo abaixo dele.

Uma grande confusão começou entre os dois times e só acabou depois que os times foram enviados para seus respectivos vestiários. Todos da sonserina foram calados se trocar e mais uma vez calados andaram até as masmorras. Agora era só esquecer a derrota e se preparar para azarar o primeiro grifinório que tentar humilhá-los.

Por: Time de quadribol da sonserina


DiH às 15:36 h




sexta-feira, julho 07, 2006




Grifinória x Sonserina
visão vermelha e dourada


Para os alunos da Sonserina e os da Grifinória, aquele era um dos dias mais importantes do ano, era a esperada partida de quadribol entre as casas e a rivalidade que a muito tempo existe ficava mais forte. Os alunos da Corvinal e da Lufa-lufa se dividiam, apesar da grande maioria torcer para Grifinória.

Na mesa da casa dos leões, Tiago estava nervoso e pedia para todos comerem e descerem logo. Não queria atrasos nem desculpas para que algo de errado acontecesse. Lupin tentava acalmá-lo, mas Sirius estava tão nervoso quanto e os dois acharam melhor descerem logo para o vestiário.

- Meninas, não demorem! E Liv, não vá até a mesa inimiga hoje!

- É Liv, não devemos confraternizar com o inimigo. - Cal brincou com a amiga.

- Que chato o Tiago. Como se eu fosse jogar diferente só porque o Max está no outro time.

- E vai? - Andy chegou sentando ao lado da namorada e passando o braço em volta da cintura dela.

- Claro que não! Que coisa vocês! - Liv levantou e saiu pisando forte em direção ao campo.

****


No vestiário estavam todos prontos esperando e nervosos, sabiam que seria um jogo difícil. Mais pela rivalidade do qualquer outra coisa.

- Somos os melhores, mas não vamos deixar isso subir a cabeça. Vocês façam a maior quantidade de pontos possíveis, Kysen seja a barreira humana que sempre foi e não sei mais o que falo. Vocês sabem muito bem o que fazer e vamos arrasar!

Todos sorriram do modo de falar de capitão do time e pegaram suas vassouras, a hora tinha chegado e o jogo iria começar.

Madame Hooch soltou o pomo e logo a partida começou. A torcida gritava animando os jogadores e na primeira jogada Liv pegou a goles e foi salva de um balaço por Sirius. Em uma jogada ensaiada, ela passou a goles para Cal que marcou o primeiro ponto para a Grifinória. E a platéia vermelha e dourada irrompeu em gritos e aplausos, enquanto o mar verde e prata do outro lado do campo vaiava furiosamente.

Spellman sorriu ao ouvir Parott gritar com o outro batedor não pegar leve com a namorada. Ela não a cena era por demais engraçada. Sabia que Max nunca jogaria um balaço nela e a machucaria. Nem na Graham, embora na amiga da namorada poderia até ser que ele acertasse um sem querer... E olhou séria para Fierman, não se conteve e acabou sorrindo pro garoto. Deu um giro na vassoura e voltou ao foco da partida.

Não podendo jogar diretamente na namorada ou na melhor amiga dela, pelo menos com o intuito de machucá-la, Max usou sua força para tentar acertar um balaço em Kysen, que desviou por muito pouco.

A partida seguiu emparelhada, os artilheiros eram bons e Lizzie parecia decidida a mostrar que era melhor que Cal e Liv. No meio da partida houve uma falta a favor da Grifinória após Stephen ter batido com o bastão ?sem querer? na vassoura de Callista, dando mais vantagem ao time da casa dos leões.

Após uma hora de jogo, Potter viu o pomo de ouro e com uma manobra mirabolante conseguiu pegá-lo dando a vitória à Grifinória. Sirius não resistindo atiçar maisos sonserinos, começou a dançar com sua vassoura na frente do time da serpente, falando o quão superiores os grifinórios eram.

Fierman estava extremamente chateado em perder a partida e ao ver a dança da vitória de Black, não resistiu e voou até um dos balaços e o lançou com toda força em direção à Sirius. O batedor grifinório recebeu o golpe no estômago e caiu da vassoura. Spellman em uma manobra rápida voou até o companheiro de time, mas não conseguiu agüentar o peso do corpo do garoto e os dois caíram na areia do campo.

- Spellman, você está bem? - perguntou gemente, Sirius Black.

- Fou... ficar melhor... se focê sair... de cima de mim - tentava balbuciar Liv sem ar, completamente esmagada pelo batedor.

O sonserino viu que acabou fazendo sua namorada socorrer o grifinório que tanto odeia e ficou com mais raiva ainda. Ele não percebeu que Graham estava com a goles na mão mirando nele e começou a descer para ver como Liv está. Callista aproveitou que Max estava mais próximo do chão e acertou a goles com força na cabeça do garoto que caiu da vassoura também.

Todos do time começam a entrar em discussão e não percebem que Parrot se preparava para jogar o próprio bastão em Graham e só não o fez por que Horpais o roubou de sua mão na hora que mirava. Stephen voou atrás do goleiro da grifinória para pegar seu bastão de volta, mas foi interrompido por um feitiço de Madame Hooch que fez todos ficarem imóveis. Para desespero de Spellman, que continuava imprensada no chão como sardinha enlatada com todo o peso do robusto Black pesando em seu abdome.

Os dois times foram enviados para seus respectivos vestiários, onde os alunos da sonserina ficaram reclamando. No vestiário da grifinória era pura festa, onde ninguém estava se encomodando com a pequena confusão no final.

- Vocês estão pulando assim porque fui eu que fiquei esmagada. - Liv ainda sentia como se um balaço tamanho Black a tivesse acertado.

- Culpa do seu namorado que me acertou. - Sirius passava a mão onde o balaço o acertou.

- Culpa sua que ficou dançando para humilhá-los.

Nem precisou terminar a frase e Sirius e Tiago começaram a imitar a dança da vitória que fora feita anteriormente.

- Precisam de mais ritmo, definitivamente. - Callista ria do jeito desengonçado dos garotos dançando.

Kysen lembrou a todos que a festa já estava acontecendo na sala da grifinória, o que fez o time se aprontare rapidamente para a comemoração. A grifinória da olhos violetas olhou para a amiga e viu que ali tinha uma sombra de algo que achava que sabia.

- Liv, o Max não está chateado com você. Ele até que foi bem cavalheiro durante todo o jogo.

- Eu sei, mas é uma situação chata. Você vai ver quando for Grifinória x Lufa-lufa.

- Nem me fale. Vou me preocupar quando chegar o jogo. - Cal já tinha pensado sobre isso, mas tentava não ficar presa em suposições.
Quando chegaram na Torre da Grifinória, qualquer tipo de pensamento ruim fora esquecido. Os rapazes tinham conseguido muita cerveja amantegada e a festa estava alta e barulhenta. Todos os alunos de todos os anos estavam lá se divertindo e comemorando. Cal e Liv sorriram uma para outra, pois tinham merecido aquela festa. A vitória tinha sido realmente bonita.


Cal às 11:54 h



<body>