Este blog é uma fanfic coletiva inspirada no universo de Harry Potter, pertencente a J.K. Rowling, mostrando as aventuras paralelas de personagens originais, durante a sua permanência em Hogwarts.
Os eventos do Magic se passam durante a década de 70, mais precisamente no ano de 1975, quando os Marotos frequentavam o quarto ano em Hogwarts.

Correio-Coruja






Nome: Callista Graham
Apelido: Cal
Idade: 14 anos
Ano Escolar: 4º ano
Posição no Quadribol: Artilheira
Objeto Especial: Minha varinha, símbolo de que sou bruxa!
Desilusão: Ter claustrofobia e não conseguir ficar em lugares muitos fechados. Só seus amigos sabem sobre o fato que ela ficou soterrada quando criança e que toma uma poção da Madame Pomfrey todos os meses para poder conseguir assistir as aulas...
Aparência: Cabelos castanhos ondulados e olhos lilases. Seria considerada comum e normal se os olhos não chamassem tanta atenção.
Personalidade: Personalidade e opinião fortes, difícil de convencer (praticamente uma cabeça dura). Tem que provar que está errada, mas se o fizer será sempre muito respeitado por ela. Pouco estudiosa, mas sabe muito bem as matérias que gosta. Adora os amigos e em Hogwarts sente sua 2ª casa.
Animal de Estimação: Uma coruja negra chamada Hipólita.






Nome: Liv Joanne Spellman
Apelido: Não tenho
Idade: 14 anos
Ano Escolar: 4º ano
Posição no Quadribol: Artilheira
Objeto Especial: Um anel dado pela minha mãe - herança de minha avó. Vem passando pelas mulheres da família há séculos!
Desilusão: Não ter irmãos e não ter conhecido os avós.
Aparência: Baixinha, magra, cabelos negros, compridos, ligeiramente ondulados, olhos azuis. Muito bonita, chama atenção por onde passa. Talvez pela herança élfica de seus antepassados...
Personalidade: Estudiosa, cdf, porém arteira, moleca, brincalhona. Gosta de jogar quadribol e pregar peças nos amigos. É sincera e honesta, divertida, e defende seus ideais e seus amigos com unhas e dentes. Não mede esforços para alcançar seus objetivos. É determinada e corajosa, doce, meiga e companheira. Um tanto irritada e explosiva. É uma menina muito popular na escola.
Animal de Estimação: Uma gatinha branca persa, a Lúthien.






Nome: Andrey Storm
Apelido: Andy
Idade: 15 anos
Ano: 5º ano
Quadribol: Apanhador e capitão do time.
Objeto especial: Uma capa da invisibilidade.
Desilusão: Ter uma irmã na sonserina.
Aparência: Alto, cabelos castanhos claro, olhos cinzentos. Muito bonito. Pele branca.
Personalidade: Ele é um menino de boa índole, mas personalidade forte. Bom amigo, fiél, companheiro. Simpático, inteligente, sempre de bom humor. Dedicado aos estudos e a tudo o que se propõe fazer. Humilde e modesto.
Animal de estimação: Uma coruja-das-torres chamada Penélope.






Nome: Stephen Ludwig Parott
Apelido: Lud
Idade: 15 anos
Ano Escolar: 5º ano
Posição no Quadribol: Batedor
Objeto Especial: Um pequeno caderno preto, não é de valor, mas foi presente de sua mãe.
Desilusão: Não ser respeitado como deveria sendo herdeiro de uma das mais tradicionais familias sangue-puros.
Aparência: Alto, branquelo, com cabelos loiros e lisos na altura do olhos azuis.
Personalidade: Quieto, reservado e - de vez enquando - falso. Restrito a pequenos grupos de amigos e sempre está anotando coisas no pequeno caderno preto.
Animal de Estimação: Uma coruja branca das neves fêmea chamada Mandy.






Nome: Maximillian Fierman Lonen
Apelido: Max
Idade: 14 anos
Ano Escolar: 4º ano
Posição no Quadribol: Batedor
Objeto Especial: Minha varinha, sem ela, o que seria de mim?
Desilusão: Ah, não tantas... Mas confesso que meu orgulho ficou ferido quando não fui a casa dos inteligentes, porque sei que sou bastante... Mas a quem diga que meu orgulho é ainda maior.
Aparência: 1,76 de altura, 77 kg, olhos azuis, cabelos pretos e lisos e até um pouco acima do ombro.
Personalidade: Orgulhoso ao extremos, se ceder a algo ou alguém, é porque considera muito a pessoa, ou então está de MUITO bom-humor. Em geral é bem humorado e não possui o preconceito habitual por grifinórios, apenas por aqueles que não gosta (A maioria, huahuahua!)
Animal de Estimação: A minha coruja Freya, mas quando vou ao jardim, uma raposa se junta a mim. Já até dei nome a ela: Íris.






Nome: Juliet Dorthly
Apelido: Juli
Idade: 14 anos
Ano Escolar: 4º ano
Posição no Quadribol: não joga, torce de passagem para um "certo goleiro".
Objeto Especial: A pena, presente da mãe.
Desilusão: Saber que com aquele-que-não-deve-ser-nomeado livre, nunca terá certeza se o pai voltará para casa.
Aparência: Altura normal para uma garota, loira, olhos azuis, a pele tão clara que ruboriza quando ri.
Personalidade: É alegre e estudiosa, apesar disso parecer contradição. Está sempre com um livro por perto, mas larga-o de bom grado para ajudar um amigo.
Animal de Estimação: um gato chamado "Miau".






Nome: Kysen Amoy Horpais
Apelido: Sheik, faraó... os amigos brincam com a origem dele.
Idade: 15 anos
Ano Escolar: 5º ano
Posição no Quadribol: Goleiro. (Modéstia a parte, bom)
Objeto Especial: Uma urna funerária, de um dos membros mais antigos da família.
Desilusão: ser menosprezado por suas origens.
Aparência: É um rapaz bonito de pele morena, alto, cabelos negros e cacheados maior que a maioria dos rapazes e olhos escuros. Um físico que denuncia a descendência árabe.
Personalidade: Inteligente sem grande esforço é reservado como o pai em seus assuntos pessoais, mas brincalhão com os amigos e conhecidos. Paquerador, mas leal: não excede o número de 4 "protegidas" ao mesmo tempo. Não ver problemas de ter mais de uma namorada lhe rende algumas confusões.
Animal de Estimação: Um falcão chamado Nuha, presente de sua avô materna (significa prudente, de fala inteligente em homenagem a ela).






Nome:: Elizabeth Chevallier Lindenberg
Apelido: Lizzie
Idade: 15
Ano Escolar: Quinto
Posição no Quadribol: Artilheira
Objeto especial: Um anel que contém uma serpente com olhos de esmeralda, que fica guardado em sua gaveta, presente de seu avô, um ex-sonserino.
Desilusão: Ver que sua irmã é tão infantil e patricinha.
Aparência: Alta, olhos cinzas, cabelos loiros lisos levemente ondulados.Tem um corpo esbelto, é realmente linda e tem a aparência delicada, embora não a seja.
Personalidade: Elizabeth é uma garota extremamente teimosa e decidida. Sempre consegue o que quer. Diferente da irmã, Catherine, nunca se interessou por futilidades. Tem tendência e perder a paciência com lufa-lufanos e gosta de "praticar" maldições e azarações em primeiranistas desavisados. Quando está em casa sempre consegue irritar seu pai, que a deixa de castigo. Orgulhosa, gosta sempre de dar a última palavra. Adora quadribol. Tem habilidade em duelos e é excelente em preparo de poções. Ainda contra a criação que lhe fora imposta, a menina não se preocupa com questões de sangue. Claro que todo o convívio com a família lhe impôs um certo nojo por pessoas de sangue-ruim. Apesar de não ser um modelo de aluna sempre passou com méritos em todas as matérias. É sempre cabeça-dura, mas também é bem-humorada e divertida. E tem o seguinte lema: não me incomode que eu não te mando pra ala hospitalar.
Animal de estimação: Uma coruja acinzentada chamada Hades, que é extremamente inteligente e temperamental.






Nome: Anita Fieramosca
Apelido: Nita - bom, pelo menos é o único publicável...
Idade: 14 anos
Ano Escolar: 4º ano
Posição no Quadribol: Eu poderia ser uma grande batedora, se eu quisesse...
Objeto especial: Meu canivete mágico.
Desilusão: Não ter conseguido entrar como batedora no time....
Aparência: Estatura média, olhos verde-esmeraldas faiscantes, cabelos louros displicentemente jogados nas costas.Sou meio estabanada, mas sempre tento ser a mais elegante da sala. Tenho uma cicatriz no joelho esquerdo, de um tombo que tomei.
Personalidade: Não tenho papas na língua e falo exatamente o que estou pensando - exceto se é mais proveitoso que eu fique calada. Sou espevitada, e não fujo de brigas. Apesar de um tanto maliciosa, eu sei exatamente o que falar e para quem falar na hora de falar. Estudar não faz parte da minha vida - e nem por isso eu sou a última em todas as matérias Eu não sou exatamente comportada, e isso quer dizer que se eu não gosto de você, há uma enorme chance de você ser a próxima vítima de minhas *inocentes* brincadeirinhas. Sou devotada ao meu irmão mais velho, Ramón Fieramosca, e sei que ele é inocente, não importa o que uma banca babaca de aurores diga que ele tenha feito, pois eu sei que ele não seria capaz de assassinar ninguém! E não tolero que alguém diga qualquer coisa mal intencionada sobre ele!
Animal de estimação: Hat, o gato. - que pra nada serve.






















Harry Potter, nomes, personagens, lugares e demais fatos relacionados são propriedade de J.K. Rowling, Warner Bros, Bloomsbury, Scholastic, etc. Este site não possui fins lucrativos.




Layout by Liv Spellman - Exclusivo para o Magic Past. Proibida cópia e/ou reprodução.

Art utilizada no lay out by Tina Ling

This page is powered by Blogger. Isn't yours?




domingo, maio 07, 2006


Consequências do Baile...

- Posso ser filhote de trasgo, mas, pelo menos, eu não tenho um irmão criminoso e condenado! -disse Black em voz alta, quando Anita já estava virando as costas para ir embora.

As últimas palavras do grifinório tiveram um efeito inesperado na sonserina. Ela não só se irritou, como era a intenção dele. Ela ficou vermelha, os cabelos arrepiados, e rangeu os dentes.

E então, quando Black sacou a varinha para se defender de um possível feitiço, ela virou-se e desferiu com toda sua força, um soco na cara dele.

- SRTA.FIERAMOSCA, O QUE PENSA QUE ESTÁ FAZENDO?

------------------------------------------------------------------------------------------------

E lá estava ela, novamente na sala da professora mais irritante de toda a Hogwarts, cujo nome era Minerva McGonnagal. A carranca de ambas mantinha-se firme, mas Anita Fieramosca não estava nada, nem um pouco arrependida do que havia feito.

Com seus braços cruzados, em posição de desafio, ela esperava uma bronca, mas não era por isso que haveria de pedir desculpas a Sirius Black. "Ele provocou", justificava-se mentalmente.

- Senhorita Fieramosca, já é a terceira vez neste mês que venho chamar-lhe a atenção por causa de feitiços indevidos... - começou McGonnagal, tentando manter a postura calma.

- Mas eu não usei feitiço algum, desta vez. - interrompeu-a a outra, fuzilando-a com o olhar.

- Você agrediu um outro aluno, srta.Fieramosca. E uma agressão é tão grave quanto um feitiço usado fora de hora...

- Ah, faça-me o favor....

- Como é que é?! - perguntou ela, zangadamente, olhando para a menina a sua frente, espantada.

- Professora, eu estou farta disso tudo. É a terceira vez essa semana que eu venho parar aqui.

- A escola também está farta disso, senhorita. Ficamos felizes que finalmente compreenda. - ela falou arrogantemente.

- A senhora é que não me compreendeu. É a terceira vez que venho parar aqui INJUSTAMENTE.

- Injustamente, senhorita Fieramosca? Na primeira vez, a senhorita literalmente explodiu o caldeirão do sr.Black, na outra vez, a senhorita colocou fogo nas vestes dele, e agora, deu um soco no rosto do sr.Black!

- Black, Black, Black! Veja só professora, todas as acusações envolvem de algum modo o ?senhor? Black! Será que sou eu a culpada por todas elas? - explodiu a menina, batendo com força na mesa e adotando uma cara irônica - Claro...eu tenho prazer em ver caldeirões explodindo, coloquei a fogo nas vestes do garoto só pra ver o que acontece, e agora, eu dei um soco nele porque estava afim!

Ela deu um suspiro, com força, e terminou olhando acusadoramente:

- Será possível, professora que a senhora seja a única que não perceba que Black tem uma parcela de culpa em todos esses casos?! Do contrário, por que eu não escolheria outra pessoa, não é mesmo? Mas óbvio...Black é grifinório...e eu sou sonserina.

- A senhorita NÃO ouse insinuar que eu dou algum tipo de preferência aos meus alunos de casa...!

- Mas é o que está parecendo! - disse ela, e recostou-se na cadeira - Será que a senhora não vai nem ouvir minha versão dos fatos antes de me sentenciar a duas semanas de detenção com o Filch?

A última frase pareceu surtir algum impacto na vice-diretora, que respirou fundo e considerou o pedido.

- Parece justo. Continue.

- Eu estava no jardim, quando Black saiu da trupe com quem ele geralmente anda, para me importunar. " Olha lá a 'namorada' do Ranhoso! É tão feia e nojenta quanto ele, eles se merecem....!" - ele gritou para mim. Impassível, eu respondi que se fosse por feiúra, Severo namoraria é com ele, que mais parece um filhote de trasgo. E estava deixando o jardim, quando ele veio pra perto de mim e disse bem alto: "Posso ser filhote de trasgo, mas, pelo menos, eu não tenho um irmão criminoso e condenado!". E então, eu bati nele, claro.

Anita respirou fundo e preparou-se para a bateria de perguntas que, inevitavelmente, surgiriam.

- Mas como "claro", senhorita Fieramosca? Por acaso pensas que é algo ?natural? bater em outros alunos?

- Professora, ele insultou meu irmão.

- Apesar de tanto quanto derespeitoso, o sr.Black não disse nada mais que a verdade.

- Não finja que não me conhece, McGonnagal. Meu irmão NÃO é criminoso, ele foi condenado por uma injustiça, e eu posso provar!E você bem sabe que eu não tolero que se diga qualquer coisa sobre ele nesse sentido! - Anita falou sem controle algum.

-Em primeiro lugar, é PROFESSORA McGonnagal para você, Fieramosca! Em segundo lugar, até que você consiga provar que Ramón Fieramosca não é culpado pelo assassinato de Elizabeth Carthier, o que Black disse não deixa de ser verdade e você terá que aceitar isso! - ela respondeu elevando a voz para a menina e colocando seu dedo em riste na cara - Basta, eu já ouvi o suficiente. Chamarei o senhor Black a prestar contas aqui. Ainda assim, a senhorita cumprirá 2 semanas...

- ...de detenção com o sr.Filch. É eu sei. E você me mandará um bilhete avisando quando e onde devo encontra-lo."Está dispensada" - terminou ela, desalentada, imitando a professora com surpreendente perfeição.

Sem mais uma palavra, Anita saiu de fininho da sala da vice-diretora, que se tivesse tido mais dois segundos para pensar, provavelmente teria condenado-a a sofrer mais três semanas.

Aproveitou o corredor livre para correr até as masmorras, onde professor Slughorn estava ocupado dando aula.

- Desculpe o atraso, professor. Estava numa... "audiência particular com a professora McGonnagal". - disse abrindo a porta da masmorra, e jogando seu material do lado do de Max Fierman.

- Tome seu lugar e já comece a seguir as instruções do quadro, srta.Fieramosca. - avisou ele com um sorriso enquanto sentava-se ao lado de Max.

- Como foi? - perguntou ele à guisa de oi e sem tirar os olhos da poção que estava borbulhando verde no caldeirão.

- Horrível, para variar. Eu e a velha discutimos pra caramba....

- E você tem detenções por mais 2 semanas com o Filch, imagino.

- Que novidade, hein...

- Só não vá se meter de novo em brigas com o Black....ele é amigo da Liv, você sabe..

- É, mas a questão é que VOCÊ é o amiguinho dela, não eu.... - eu respondeu Anita aos sussurros, e olhando para a poção em seu caldeirão, perguntou - Que cor era pra estar isso, hein?

- Laranja claro. - Max respondeu acrescentando um pouco de lagartas picadas no seu caldeirão, o que fez a mistura sibilar e ficar roxo berrante.

- Acho que estamos ferrados em Poções....

- De toda forma, - continuou ele ignorando o último comentário - você é minha amiga, de modo que eu não gostaria que você e o Black ficassem se matando pelos corredores.

- Escuta aqui, Max, você realmente acha que eu gosto de ficar fazendo do Black um saco de pancadas?
- Na verdade.... - ele começou, agora olhando diretamente para a loura - é o que parece.

- Pois eu ODEIO ficar encarando isso! Odeio quando chamam meu irmão de criminoso, louco, assassino, quando eu sei que isso não é verdade! E de alguma forma, EU é quem fico fora do normal, e Black sabe disso. E aí, eu tento faze-lo parar, sofrer.Mas no fim, quem se dá mal sou sempre eu.... - respondeu Anita, amargurada pela segunda vez no dia, mexendo o caldeirão e acrescentando ingredientes a esmo, sem prestar atenção no que estava fazendo.

- Desculpa, Nita. Eu falei sem pensar...duvido que você atacasse o Black só pelo prazer de fazer isso... - Max respondeu, arrependido. Sua amiga já tinha arranjado problemas demais com aquele assunto.

- Deixa pra lá, OK? Vamos nos concentrar nas...poções...que deveriam estar laranjas.... - falou a outra, finalmente prestando atenção em sua poção, rosa choque, no momento, e que exalava um cheiro horrível de peixe e ovo podre.

- Hmmm, parece que a Fieramosca não tomou banho direito hoje...- gritou Black do outro lado da classe.

- Cala a Boca, Infeliz. - retrucou a menina, tentando consertar o estrago que acidentalmente fizera.

E então, mexeu duas vezes na poção....e ela fez um grande e bonito CABUM.

- SENHORITA FIERAMOSCA!

- Ai, de novo não.


Anita Fieramosca às 16:41 h



<body>